sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

O décimo primeiro mandamento.

Uma propaganda interessante que tratava do tema da ecologia deixou-me intrigado, esta trouxe de modo criativo a possibilidade de um décimo primeiro mandamento, que nesse caso era: “Não poluirás.” Tema muito importante, o sentimento que tive quando assisti era que realmente esse mandamento poderia compor o código de leis mais importante da humanidade.
Mas e se Deus num momento epifânico, te convidasse a escrever o décimo primeiro mandamento, o que você escreveria? Pensou? Pense...
Eu pensei e não demorei muito a decidir. Já em algum tempo tenho convivido com uma convicção que a coisa mais importante a vida é o amor. Aquela divisão clássica dos gregos que apresenta o amor como ágape (divino), Eros (erótico) e filel (fraterno) é muito mal compreendida, falamos como se fossem três coisas distintas, mas não é verdade, estas são apenas três dimensões em que o amor é vivido e nenhuma delas é superior ou inferior a outra como muitos dizem, o amor não pode ser superior ao amor.
Acredito que o amor é a força que faz-nos sair de nós mesmos e estarmos no outro, por causa do outro mesmo, dando-lhe valor, afeto, cordialidade e convivialidade. Quando essa força é vivida na dimensão da paixão, na dimensão erótica tudo se enche de beleza e de significado, a existência se enche de vida, cada dia torna-se um dia a ser saboreado. Quando há o encontro de duas pessoas que se amam a natureza para, para e aprecia o acontecimento sagrado, a experiência divina que todo ser humano deveria ter.
Bem aventurados, felizes são aqueles que amam e são amados, bem aventurados aqueles que passaram pela experiência mística do encontro, de encontrar em meio a milhares de pessoas aquela que é diferente de todas as outras, aquela que te tira suspiros com um único olhar, aquela que faz momentos simples e banais se tornarem momentos inesquecíveis e talvez os mais importantes de sua vida. Aquela que a simples presença faz o seu dia valer a pena, que com um sorriso faz seu coração acelerar e você perder momentaneamente as forças, aquela que o simples estar junto faz você ficar besta e fazer e dizer coisas que acreditava que nunca faria ou diria...
Uma coisa dessas deveria ser respeitada como acontecimento sagrado, tinha que estar escrito nos dez mandamentos que é proibido qualquer tipo de atitude ou ação que iniba, atrapalhe ou destrua uma coisa dessas.

Essa seria a minha contribuição, isso eu escreveria.

6 comentários:

Ana Paula Duarte disse...

Nossa, quanto amor temos aqui!!
Quisera eu que o 11° mandamento fosse o amor fiel entre os casais, fidedigno e unilateral, um só, junção das três dimenções q vc falou...Ando a procura desse amor e de alguém que me enxergue diferentemente dos outros...♥

"Quando há o encontro de duas pessoas que se amam a natureza para, para e aprecia o acontecimento sagrado, a experiência divina que todo ser humano deveria ter."
Gostei muito dessa parte, é trsite constatar que muitos passam pela vida sem amar...Experiência extraordinária!
beijos.

Elisângela disse...

Minha nossa!!!!!!!!!!!!!!!!!
O amor é isso tudo mesmo,corcordo plenamente com vc.felizes são aqueles que amam e são amados, bem aventurados aqueles que passaram pela experiência mística do encontro, de encontrar em meio a milhares de pessoas aquela que é diferente de todas as outras, aquela que te tira suspiros com um único olhar, aquela que faz momentos simples e banais se tornarem momentos inesquecíveis e talvez os mais importantes de sua vida.É triste não concordar com isso.Beijão!

Elisângela disse...

ops! entrei só pra esclarecer que eu concordo viu!Ficou no ar isso
rsrsrssr!!!!

Maiane disse...

Falar de amor é uma delícia...
vc expressa muito bem o q eu sinto por amor nessa passagem:"bem aventurados aqueles que passaram pela experiência mística do encontro, de encontrar em meio a milhares de pessoas aquela que é diferente de todas as outras, aquela que te tira suspiros com um único olhar"
So faltou acrescentar o fato de que o amor aceita o outro como ele é. O amor è tao perfeito que mesmo enxergando os defeitos no outro, a algo que lhe atrai, que supera tudo, há algo que te encanta além do que vc pode encontrar em outros. É só o fato de ouvir que o outro lhe ama, lhe falta fôlego, lhe engrandece a alma...

Taise disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Taise disse...

esse texto !!!! muito bom !!!! fiquei sem palavras !!!!!