segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Viver a Vida!



Você vive a vida ou morre-a todos os dias? Está muito enganado quem pensa que existir é viver... A existência é algo que está entre vida e morte, viver e morrer... Se desde o dia que nascemos começamos a viver é desde esse dia que começamos a morrer, cada dia vivido é também menos um dia a viver... Conversando certa vez com o tio de meu amigo ele me perguntou: _"Quantos anos vc têm?" _ Vinte, Eu respondi. (isso foi há muitos anos atrás... rssss) Logo ele disse: _"Não! Esses são os anos que você não tem, passaram, esses vinte anos você nunca mais viverá". A dinâmica da existência é vida e morte, a vida precisa da morte para existir...  
 Imaginem se a morte deixasse de existir em uma cidadezinha qualquer: Superpopulação de todas as espécies vivas do lugar. Imensas árvores antigas murchas de tão velhas, mas sem morrer, não mais seriam capazes de gerar vida através da morte do fruto, nenhuma árvore nova. Solo totalmente infértil, pois se alimenta da morte de vegetais e animais. Caos total, a vida em risco pela ausência da morte.


Existir não é sinônimo de viver. Você pode existir, mas ao invés de viver cada dia, morrer todos os dias. Cada dia, menos um dia. A vida é o desafio de cada um e de todos os dias. Cada amanhecer é um convite a caminharmos ao encontro da vida. Estamos morrendo quando esperamos aqueles eventos portentosos para viver; o primeiro emprego, o casamento, passar no vestibular, a casa própria, a promoção no emprego... Segundo um jagunço sertanejo, amigo meu, a vida não está nem na saída nem na chegada, ela se apresenta é no meio da travessia. A vida sempre acontece entre, no meio do caminho, na travessia...


A vida é o bem mais precioso do mundo. Tudo que é vivo merece viver. No entanto muitos não têm oportunidade de vivê-la, estão muito ocupados tentando sobreviver. O ministério de Cristo foi trazer vida e vida em abundância. Ser cristão não é dá um prato de comida a quem têm fome, isso é muito pouco, isso é o mínimo que um ser humano precisa fazer para ser chamado de humano. Ser cristão, e não estou falando aqui de ser evangélico, católico ou espírita, estou falando de se identificar com a proposta do Cristo, é partilhar vida, é levar a vida a todos e a qualquer lugar de morte. É ajudar a inúmeras pessoas que morrem cada dia de suas existências a caminharem ao encontro da vida.


Faça uma lista do que é viver para você... Fez? Viver é tudo isso e é também o etc. E talvez o mais importante seja o danado do etc.


O grande desafio de cada dia da nossa existência é ir pela milionésima vez ao encontro da realidade da experiência, é viver intensamente. Viver a vida.


No mais... Carpe Diem! Colha o dia! Aproveite o dia! Saia da frente desse PC!!!!!!!!!!! Rsss... Brincadeira...






8 comentários:

Ana Paula Duarte disse...

AAAH, não gostei da parte do saia desse pc!!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk'
a carapuça serviu!
rsrs.
Marcos, faz tempo que eu parei para atentar sobre as discrepãncias entre existir e viver, não vou falar aki pq descreveu muito bem no texto e é isso mesmo que eu penso.
Acho que tirando minha idade cronológica já devo ter uns 50 anos de histórias, entre maluquices, chatices, alegrias e tristezas, mas tenho uma disposição de 12 anos pra viver maais!
RSrsr.
Eu amo a vida e as possibilidades que ela me oferece, a amo e a vivo muito além do existir..."exageraaada, jogada a seus pés, eu sou mesma exageradaa!"
Lindoo, lindo post!Bjoos.

faby disse...

muito bom, vamos viver cada minuto , cada segundo intensamente. viver e morrer. bjs

Ronaldo Santos disse...

Esses dias uma amiga me perguntou... porque temos que morrer... e eu falei: "Já pensou se todo mundo estivesse vivo...?

Bom texto!

Abraços

Messias disse...

Vc como sempre toca nas questões q mais interessa, naquelas q realmente vale a pena queimar as pestanas... rsrs
Quem sabe o melhor de tudo seja o "etc". Sém dúvida! Há sempre algo por ser descoberto, por ser encontrado, a ser criado, a ser vivido!!! É a expectativa do novo q faz desse caminho para a morte uma estrada empolgante! Riobaldo desconfia como ninguém! Tudo q fazemos ou pensamos em fazer (graduação, pós-graduação, trabalho, casamento e todas as demais prescrições sociais)não podem valer mais do que pretextos, são só alvos secundários! O importante mesmo é viver! Sempre pelo caminho, na estrada, a procura do etc...
Xêro Carniça!

Maiane disse...

:) gostei desse viu?
Entendo e concordo.
É triste pensar que a juventude perdeu tanto a essencia da vida que nao sabe nem mais p onde esta indo...
Seu tio é um sábio qd afirma q nao temos mais o tempo q avançamos em idade. Resta agora saber como usar o q vem pela frente da melhor forma.
Estava pensando nessas coisas em relaçao ao tempo no inicio do ano...a dadiva que nos temos nao é o passado ou futuro, é o presente. Não podemos esperar por algo que nao semeamos agora...nem podemos esperar q o vento nos leve...se não o barco nao vai muito longe...

Juliana Cordeiro de O.Silva disse...

Oláa, obrigada pelo comentário no meu blogger ! Não li nenhum post seu ainda , mas assim que tiver de férias da UEFS prometo que virei aqui com mais calma. Nunca te vi na UEFS , mas assim que me ver , pode falar cmgo , gosto de trocar " Algumas poucas palavras ".
No mais abraço.! E volte sempre ao meu blogger ...asuausshuahsua

Maiara disse...

poxa sempre pensei que tinha 19 aninhos mais olhando bem eles ja se foram (e tão rápido)agora o que mim resta é "VIVER A VIDA"...

Dayana disse...

Embora nao vivessem de acordo com o que diziam a vida pra mim seria o que pregavam os poetas árcades:
Carpe Diem, Locus Amoenus, Inutilia Truncat, Aurea Mediocritas et Fugere Urbem!